Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
17°
10°
16°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo nublado
Tempo nublado
25°
20°C
Arroio do Tigre
Tempo nublado
No ar: Frequência 107
Ao Vivo: Frequência 107
Agricultura

Presidente do PDT do RS é contra expulsão de quem votou a favor da reforma da previdência

Presidente do PDT do RS é contra expulsão de quem votou a favor da reforma da previdência
Foto: Portal PDT na Câmara
25.07.2019 09h22  /  Postado por: Elion Silva

Depois da primeira votação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, o PDT, instaurou processo disciplinar contra Marlon Santos e outros sete deputados federais que desrespeitaram decisão partidária e votaram a favor. Houve a suspensão das representações partidárias dos parlamentares até que o processo seja concluído – o que pode demorar até 60 dias.

O presidente do PDT gaúcho, deputado Pompeo de Mattos, disse que é contra a expulsão.

“Eu não sou a favor de expulsão, mas os deputados erraram, então tem uma transgressão[…] cometeu-se uma falta e não cabe expulsão. Eu acho que uma advertência, uma punição pedagógica para que não se repita. Mas temos que cobrar, já que quem votou a favor da Reforma, tirou dinheiro dos pequenos”, defende.

O procedimento

Na prática, isso significa que eles continuam exercendo seus mandatos sem fazerem parte do partido de forma oficial. Todos os parlamentares que contrariaram a orientação do partido serão chamados a dar suas versões sobre o caso. Ao final da apuração, eles poderão ser expulsos ou sofrer punições menores, como advertência.

Também integram a lista os deputados Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Jesus Sérgio (AC), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO), Tabata Amaral (SP0 e Subtenente Gonzaga (MG).

 

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.