Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Alguns chuviscos
16°
14°
14°C
Salto do Jacuí/RS
Alguns chuviscos
Chuvas esparsas
19°
11°
13°C
Arroio do Tigre
Chuvas esparsas
No ar: Toque Geração
Ao Vivo: Toque Geração
Economia

Bovespa opera em alta com investidores de olho na cena política local

Bovespa opera em alta com investidores de olho na cena política local
25.03.2019 12h07  /  Postado por: Cladimara Bohrer

O principal indicador da bolsa paulista, a B3, se firmava em alta nesta segunda-feira (25), com os investidores de olho no cenário político local e na tramitação da reforma da Previdência em meio à crise entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), enquanto as principais praças no exterior operavam sem direção comum.

Às 11h49, o Ibovespa subia 0,55%, aos 94.287 pontos. Mais cedo, chegou a cair a 93.105 pontos. Veja mais cotações.

Banco do Brasil, Bradesco e Itaú subiam acima de 1%, exercendo as principais influências positivas do Ibovespa, dado o peso que os papeis possuem em sua composição.

Na outra ponta, Klabin recuava mais de 2%, liderando as baixas do índice.

Vale recuava ao redor de 0,80%, após notícia de que as operações da mina de Brucutu não serão retomadas no prazo previsto anteriormente, com impacto anualizado estimado na produção de aproximadamente 30 milhões de toneladas de minério de ferro.

Na sexta-feira, o índice fechou em queda de 3,10%, aos 93.735 pontos – menor patamar de fechamento desde 11 de janeiro (93.658 pontos). Na semana, a bolsa recuou 5,45%. No entanto, ainda acumula alta de 6,65% em 2019.

Ibovespa em 2019
Pontuação de fechamento
pontospontos28/12/20189/117/128/15/213/221/21/313/321/34/114/122/131/18/218/226/28/318/385k87,5k90k92,5k95k97,5k100k102,5k

4/2
● pontos: 98.588
Fonte: Valor Pro

Para o analista da Coinvalores Felipe Silveira, os mercados seguem no aguardo de mais novidades em relação ao andamento da reforma nas regras de aposentadoria, com tendência de um ruído no curto prazo devido às incertezas quanto ao cenário político.

“As expectativas estão girando em torno da definição do relator da CCJ (Comissão de Constituição e Julstiça). A perspectiva de médio e longo prazo ainda é positiva, com o mercado apostando em um cenário de aprovação da reforma e melhora da economia”, afirmou à Reuters.

*G1
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.