Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
28°
15°
17°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo limpo
Tempo limpo
27°
15°
16°C
Arroio do Tigre
Tempo limpo
Ao Vivo:
Notícias

Um aqueduto no meio do campo em Candelária

Um aqueduto no meio do campo em Candelária
Mandado construir por um imigrante alemão, aqueduto com 79 arcos simétricos virou um ponto turístico - Foto: Luciana Becker / Divulgação
13.08.2019 15h25  /  Postado por: Redação

O Aqueduto de Candelária, fica a três quilômetros da sede da cidade e sua construção data por volta de 1870. Mandado construir pelo imigrante alemão João Kochenborger, tem 304 metros de comprimento, 97 centímetros de espessura e 79 arcos simétricos.

Ele conduzia a água do Arroio Molha Grande e era responsável por acionar duas rodas de água, usadas para mover um engenho, um moinho de milho e trigo, um descascador de arroz etc. Desde 1988, é Patrimônio Histórico do Município, quando passou por restauração. Hoje, é considerado um dos atrativos da Rota Caminho dos Tropeiros (outros atrativos são o Horto Medicinal Girassol; Ponte do Império; Engenho de Serra e Moinho Colonial Ponte do Império; Museu Rural e Agroindústria Hennig).

Luciana Becker contou à GaúchaZH, um pouco mais sobre ele:

“Minha mãe, Silvia Helena Becker, professora aposentada, é a proprietária da área, comprada por meu avô há uns 80 anos, junto com a casa em estilo colonial português. Não existem mais a roda d’água, o moinho e o engenho, só o aqueduto e a casa foram preservados. A propriedade particular hoje recebe visitantes e cobra R$ 5 por pessoa para o acesso. Muitos vêm fazer book de fotos de casamentos, aniversários etc. Há cantinhos apropriados para fotos.”

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.