Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ensolarado
30°
15°
21°C
Salto do Jacuí/RS
Ensolarado
Ensolarado
30°
15°
20°C
Arroio do Tigre
Ensolarado
No ar: Repórter Geração
Ao Vivo: Repórter Geração
Agricultura

Sete alunos do Centro Serra estão habilitados ao Programa Bolsa Juventude Rural

Sete alunos do Centro Serra estão habilitados ao Programa Bolsa Juventude Rural
Foto: Itamar Pelizzaro/Seapdr
11.07.2019 15h49  /  Postado por: Elion Silva

O programa Bolsa Juventude Rural, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), recebeu a inscrição de 1.152 jovens estudantes este ano. A lista publicada nesta quinta-feira (11) no Diário Oficial do Estado apresenta os nomes de candidatos habilitados, inabilitados e daqueles que não se enquadram nos requisitos definidos pelo programa. Entre eles alunos de municípios do Centro Serra.

Em Jacuizinho, Alessandro Júlio Fernandes, Roberta Fátima da Costa, Taís Matos dos Santos e Tauã Sperafico Tavares, todos da Escola Estadual Menino Jesus. De Salto do Jacuí, Alex Júnior Carvalho, do Instituto Miguel Calmon e de Segredo, Gilvandra Ayres de Siqueira, da Escola Estadual Padre Affonso Diehl e Jamily Rabuske, da Escola Estadual Arroio do Tigre.

O número de inscritos é 45% maior do que o de 2018, quando 793 jovens buscaram o apoio do Estado para manter os estudos e desenvolver projetos produtivos nas propriedades da agricultura familiar.

A partir da publicação no DOE, os estudantes têm prazo de cinco dias úteis para recorrer, no site do programa.

São 375 bolsas disponíveis no valor de R$ 200 mensais, pagas por um período de 10 meses. A contratação é feita por meio do Feaper (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais), com recursos do Estado, operados pelo Badesul. A publicação do nome dos classificados deve ocorrer em meados de agosto.

“O programa Bolsa Juventude Rural alia dois importantes pilares: a educação, permitindo aos jovens acesso e permanência na escola durante o Ensino Médio, e o desenvolvimento rural, com a implantação de de projetos produtivos que garantem a permanência do jovem no campo”, afirma o secretário da Seapdr, Covatti Filho.

No ano passado, foram 793 inscritos e 500 bolsas disponibilizadas. Os três municípios com maior número de jovens foram Catuípe, Herval e Caxias do Sul.

O programa

O programa prevê 175 bolsas para alunos regularmente matriculados no 2º ano e 200 para alunos do 3º ano do Ensino Médio, com idade entre 15 e 29 anos.

O auxílio é pago a alunos matriculados em escolas públicas estaduais ou instituições educacionais sem fins lucrativos e de caráter comunitário que trabalham com a pedagogia de alternância. Esta pedagogia prevê que o aluno fique 1 semana na escola e 1 semana em casa. Entre 80 e 90% dos jovens que estudam nestas escolas permanecem no campo, garantindo a sucessão rural.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.