Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
26°
18°
26°C
Salto do Jacuí/RS
Parcialmente nublado
Parcialmente nublado
25°
18°
23°C
Arroio do Tigre
Parcialmente nublado
No ar: Frequência 107
Ao Vivo: Frequência 107
Notícias

Rastro de fogo no céu chama atenção de moradores de Santa Maria

Rastro de fogo no céu chama atenção de moradores de Santa Maria
13.03.2017 15h20  /  Postado por: upside

Um rastro de fogo que iluminou o céu de Santa Maria no final da tarde deste domingo chamou a atenção de moradores da cidade. Leitores enviaram fotos e vídeos.
– Quando vi de relance, pensei que fosse uma nuvem, já que o céu estava alaranjado. Depois, olhei de novo e vi que tinha algo descendo em chamas e fiquei curioso para descobrir o que era – conta Pawer Menezes.
Apesar de parecer algo fora do comum, as possíveis explicações para o rastro que riscou o céu da cidade podem ser comuns do que se possa imaginar.
Conforme o meteorologista Gustavo Verardo, formado pela Universidade Federal de Santa Maria, pode se tratar de um meteoro ou de um fragmento de lixo espacial.
– Não é um objeto voador não identificado – disse o meteorologista, em tom de brincadeira, ao ouvir a pergunta feita pela reportagem do Diário.
Conforme Verardo, o meteoro é formado por rochas e não tem data nem hora para entrar na nossa atmosfera.
– Aquele rastro de fogo se forma por causa do contato do meteoro com o oxigênio. Na atmosfera, ele pode cair inteiro em algum lugar ou ir se desintegrando na medida em que cai.
O historiador e educador Hernán Mostajo, diretor do Observatório de Astronomia COSMOS, diz que também é possível que seja um lixo espacial o que aparece na fotografia por causa do ângulo de reentrada do objeto na atmosfera.
– Consultamos a Nasa e há a previsão de um lixo espacial cair agora dia 23 de março próximo ao Rio Grande do Sul. É possível que partes dele já estejam caindo – afirma.
Outra hipótese de Mostajo é a que os registros podem se tratar de um fenômeno chamado de cauda de condensação de avião.
– Este fenômeno é causado pelas turbinas de avião, umidade do ar e reflexo solar. Nesse horário do vídeo (por volta das 18h), há rotas aéreas em Santa Maria, o que indica a possibilidade da cauda de condensação.
A assessoria de comunicação da Base Aérea de Santa Maria confirmou que não se tratava de uma aeronave da Força.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.