Quarta-feira, 24 de Julho de 2024
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: 55 3327 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
23°
13°
15°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo nublado
Tempo nublado
23°
13°
15°C
Arroio do Tigre
Tempo nublado
No ar: Toque Geração
Ao Vivo: Toque Geração
Educação

Projeto combate a evasão escolar em Arroio do Tigre

Projeto combate a evasão escolar em Arroio do Tigre
31.05.2024 12h58  /  Postado por: Redação

A  Secretaria da Educação de Arroio do Tigre, implementou um projeto para combater a evasão escolar. O programa, denominado FICAI 4.0 (Ficha de Comunicação de Aluno Infrequente), foi recentemente aprovado pela Câmara de Vereadores e já está em vigor, para o acompanhamento da frequência escolar.

“Neste ano de 2024, tivemos um ato inaugural da FICAI 4.0 em Porto Alegre, que marcou o início de um processo de reestruturação significativo. A FICAI já era um documento importante, mas tinha suas limitações. Agora, com a nova versão, a rede de apoio se ampliou, envolvendo não apenas a Secretaria de Educação, mas também saúde, assistência social e outros órgãos,” explica o secretário de Educação, Fabrício Pape.

A FICAI 4.0 permite uma interação mais eficiente entre diversas entidades. A rede de apoio à educação (RAE) em Arroio do Tigre inclui a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, a Assistência Social, a Saúde, Conselho Tutelar, a Brigada Militar, o Conselho Municipal de Educação e o COMDICA. “Esses órgãos se reúnem para analisar cada caso de infrequência escolar e definir a melhor forma de intervenção,” detalha Pape.

O secretário ressalta a importância da busca ativa, um processo que inicia quando um aluno acumula cinco faltas consecutivas ou dentro de um período de 14 dias. “Temos duas profissionais, uma assistente social e uma psicóloga, que fazem visitas às famílias para entender os motivos da infrequência e buscar soluções antes de emitir a FICAI,” afirma Pape.

O programa integra escolas municipais, estaduais e particulares. “Isso garante que todos os casos de infrequência sejam acompanhados de perto, independentemente da instituição de ensino,” explica o secretário.

REORGANIZAÇÃO DO CALENDÁRIO ESCOLAR

Outro desafio enfrentado pela Secretaria de Educação foi a reorganização do calendário escolar devido às enchentes que afetaram a região. “Tivemos que ajustar nosso calendário e transformar uma semana de aulas em julho em recesso, além de programar alguns sábados letivos para compensar os dias perdidos,” comenta Pape.

Apesar dos desafios, o secretário destaca a colaboração das famílias e da comunidade para superar as dificuldades causadas pelas enchentes. “Agradecemos muito às famílias que têm nos ajudado a garantir que os alunos possam frequentar as aulas, mesmo com os problemas de acesso devido às chuvas,” conclui Fabrício Pape.

OUÇA

 

ELION SILVA/ GERAÇÃO
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.