Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
30°
21°
22°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo limpo
No ar: Repórter Geração
Ao Vivo: Repórter Geração
Repórter Geração

“Prefeito disse que está tranquilo e caso tenha que deixar a Prefeitura terá um grande administrador, o vice-prefeito”

“Prefeito disse que está tranquilo e caso tenha que deixar a Prefeitura terá um grande administrador, o vice-prefeito”
12.12.2018 10h02  /  Postado por: Magali Drachler

O Tribunal de Justiça enviou ofício à Câmara de Vereadores de Tunas para que analise o caso de instalação de um processo de impeachment do prefeito Valdoir Francisco da Silva. O Poder Legislativo tem autonomia para tomar ou não essa providência, o que pode ser feito mesmo antes da conclusão do processo judicial. Na sessão de segunda-feira à noite, 10, o comunicado do Tribunal foi lido e os vereadores decidiram encaminhar um ofício ao prefeito pedindo explicações para posteriormente analisar se vão ou não instalar processo de cassação do seu mandato.

No entanto, a 4ª Câmara do Tribunal de Justiça do Estado acatou denúncia oferecida pelo Ministério Público contra o Chefe do Executivo. A ação é resultado da Operação Cactus, deflagrada em dezembro de 2017, que investigou várias suspeitas de irregularidades na administração municipal. Entre os fatos investigados estão contratos entre a prefeitura e empresas de propriedade do prefeito, as quais estariam em nome de terceiros.

O prefeito por sua vez disse estar tranquilo. Vai seguir os trabalhos e atendimentos à população de Tunas, independente se for mais um dia, mais um mês ou até 2020. “Caso ocorra de ter que me afastar teremos um grande administrador, que é o vice-prefeito Paulinho”.

 

Ouça a entrevista no player acima.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.