Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
30°
20°
23°C
Salto do Jacuí/RS
Dia nublado
No ar: Bom Dia Geração
Ao Vivo: Bom Dia Geração
Economia

Preço do gás de cozinha terá aumento no Rio Grande do Sul

Preço do gás de cozinha terá aumento no Rio Grande do Sul
Com aumento no preço do gás de cozinha, comerciantes vão nos depósitos comprar o botijão por um preço mais baixo (Foto: Reprodução/RBS TV)
09.07.2018 09h17  /  Postado por: Redação

O preço do gás de cozinha vai ficar mais caro a partir desta segunda-feira (9). Algumas revendas já anunciaram que vão reajustar os preços.

A alta será de 4,4%. O de 13 kg, por exemplo, vai ficar de R$ 2 a R$ 3 mais caro para o consumidor.

“A gente tem um estoque grande, e esse estoque a gente vai revender no preço normal. A partir de segunda feira a gente vai repassar o aumento”, explica Leandro silva, que é gerente de uma revenda de gás.

O aumento é reflexo da política de preços da Petrobras, que justificou a situação por causa da desvalorização do real frente ao dólar e da cotação do gás no mercado internacional.

Preço do gás de cozinha vai subir a partir de segunda-feira (Foto: Reprodução/RBS TV)Preço do gás de cozinha vai subir a partir de segunda-feira (Foto: Reprodução/RBS TV)

Preço do gás de cozinha vai subir a partir de segunda-feira (Foto: Reprodução/RBS TV)

Com tantos aumentos, o consumidor fica meio perdido.

“A gasolina subiu essa semana também, calculei que o gás ia subir tambem, mas não de cara”, afirma o agente de saúde Itamar Bonete.

Entre as opções mais rentáveis está o botijão de 8 kg quilos, oferecido em algumas revendas. Ele sai por R$ 48, uma economia de R$ 17 em relação ao de 13 kg.

O consumidor também pode comprar direto no depósito. Em muitos pontos de venda o botijão de 13 kg ainda é vendido por R$ 65.

Foi o que fez o comerciante Paulo Machado. Ele tem uma pequena empresa de frango assado e foi de bicicleta até uma revenda comprar um botijão de 13 kg para fazer uma economia.

Trabalho só aos domingos. Boto a máquina num domingo e no outro já tem que botar outro gás”, explica. “Vendo 15 galinhas por domingo, imagina, o lucro vai lá embaixo”, comenta. As informações são do G1.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.