Terça-feira, 02 de Junho de 2020
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ensolarado
14°
7°C
Salto do Jacuí/RS
Ensolarado
Ensolarado
13°
6°C
Arroio do Tigre
Ensolarado
No ar: Bom Dia Geração
Ao Vivo: Bom Dia Geração
Notícias

Policiais civis vão às ruas para auxiliar órgãos de saúde na prevenção ao coronavírus

Policiais civis vão às ruas para auxiliar órgãos de saúde na prevenção ao coronavírus
Em Cruz Alta, agentes estão saindo em dupla e em viaturas para acompanhar visitas - Foto: Polícia Civil / Divulgação
25.03.2020 09h18  /  Postado por: Redação

A Polícia Civil intensificou a partir desta terça-feira (24) uma ação de apoio aos municípios e aos órgãos de saúde em todo o Rio Grande do Sul. Os policiais estão indo às ruas para auxiliar outros servidores, mas também para fiscalizar determinações de autoridades e para orientar sobre os riscos do coronavírus.

Em Cruz Alta, por exemplo, os policiais estão saindo em dupla e em viaturas para acompanhar agentes da Vigilância Sanitária. Além disso, fiscalizam ações consideradas proibidas e ainda orientam as pessoas para ficarem em casa.

— A questão inicial é conscientizar da real necessidade de se sair para as ruas e isso iremos fazer durante o dia e durante a noite, mas também estamos fiscalizando serviços proibidos no momento — diz a delegada regional de Cruz Alta, Caroline Bamberg.

O trabalho da polícia, na medida do possível, ocorre em todo o Estado e se soma a ações da Brigada Militar e das Guardas Municipais. A ideia é evitar aglomerações de pessoas, com a intensificação de rondas, e realizar fiscalizações permanentes ao comércio.

O objetivo é sempre orientar, mas, se houver necessidade, serão aplicadas sanções enquadradas nos artigos 268 e 330 do Código Penal. O primeiro é sobre infração de medida sanitária preventiva — com pena prevista de um mês a um ano de prisão, mais multa —, e o segundo é desobediência — com pena de 15 dias a seis meses de detenção, além de multa.

Investigações

O subchefe da Polícia Civil, delegado Fábio Motta Lopes, lembra que essas ações de apoio é um dever de cada servidor estadual e que esse é o papel social da instituição. Ele ainda destaca que todos os cuidados estão sendo tomados para também não expor o policial aos riscos de contaminação.

Lopes ressalta que a Polícia Civil segue fazendo o trabalho de investigação e de combate ao crime, além de atender a população. Sobre esse último caso, ele reforça o registro online das ocorrências, inclusive com ampliação do sistema para evitar ao máximo que as pessoas circulem pelas ruas.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.