Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
23°
12°
12°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo limpo
Tempo limpo
23°
11°
11°C
Arroio do Tigre
Tempo limpo
No ar: Bom Dia Trabalhador
Ao Vivo: Bom Dia Trabalhador
Covid-19

“O tratamento precoce não mata ninguém. O tardio que é o grande problema”, diz médico sobradinhense

“O tratamento precoce não mata ninguém. O tardio que é o grande problema”, diz médico sobradinhense
31.07.2020 15h16  /  Postado por: Redação

Na manhã desta sexta-feira, 31, o médico e diretor do Hospital Dr. Homero Menezes, de Sobradinho, Ozório Sampaio Menezes, participou do Repórter Geração. Ele também é apoiador do Grupo que definiu o protocolo da Covid no RS.

Ozório defende o tratamento precoce e preventivo com o uso do medicamento hidroxicloroquina assim que o paciente apresentar sintomas da Covid-19. “O tratamento precoce não mata ninguém. Ao contrário sim. O tratamento tardio que é o grande problema”.

O médico destacou que “os países que começaram a usar de forma precoce tem índices de mortalidade de menos de 1% e os que não o fizeram tem taxas elevadas, como o Brasil. A gente não consegue convencer nem os próprios colegas e muito menos o governo”.

Sobre as pessoas que se recuperam em casa, o médico disse que são essas as que na maioria das vezes morrem. “Não se sabe se ela não vai evoluir para uma fase pior da doença. Cabe ao médico fazer sua avaliação e tratar ou não esse paciente”. O médico garantiu que não corre esse risco e alegou que não se sabe como o organismo vai se comportar, pois tem pacientes jovens com doenças respiratórias mais sérias, com comorbidades, diabetes, obesidade mórbida, entre outros”.

Ele também fala sobre as crianças. Se elas podem realmente levar a doença para casa ou não. Assim como destaca a questão das escolas estarem fechadas.

Vale a pena ouvir!

Ouça a entrevista completa no player acima.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.