Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Alguns chuviscos
16°
13°
16°C
Salto do Jacuí/RS
Alguns chuviscos
Tempo nublado
15°
13°
15°C
Arroio do Tigre
Tempo nublado
No ar: Frequência 107
Ao Vivo: Frequência 107
Notícias

Lei que permite a visitação de animais domésticos em hospitais é sancionada em Cruz Alta

Lei que permite a visitação de animais domésticos em hospitais é sancionada em Cruz Alta
07.08.2019 10h08  /  Postado por: Cladimara Bohrer

Incontáveis estudos científicos comprovam os efeitos benéficos que os animais exercem sobre os humanos e o fato das sociedades estarem se tornando cada vez mais adaptadas para dar conta das necessidades contidas na relação entre dono e bicho.
Quem tem animal de estimação e passa por uma situação de internação tem que lidar, ainda, com o desafio de contornar a saudade dos bichinhos, enquanto os pets em casa tentam fazer o mesmo com a falta de seu tutor.
Ou seja, uma tarefa nada fácil.
Assim sendo, o Vereador Cleberson Gardin apresentou o Projeto de Lei que dispõe sobre a permissão para a visitação animais domésticos e de estimação em hospitais privados, públicos contratados, conveniados e cadastrados no
Sistema Único de Saúde (SUS) no Município de Cruz Alta-RS, a mesma foi sancionada na sexta-feira (02) pelo Poder Executivo.

Os hospitais realizarão o protocolo no setor de infectologia que regulará as visitas, por período pré-denominado e sob condições prévias, para a visitação de pacientes internados, respeitando os critérios definidos por cada estabelecimento.
O ingresso do animal deverá ocorrer em companhia de algum familiar ou pessoa que esteja acostumada a manejar o animal; O transporte dos animais dentro do ambiente hospitalar deverá ser realizado em caixas específicas para este fim; O ingresso poderá ser impedido em casos especiais ou por determinação de Comissão de Controle de Infecção Hospitalar dos serviços de saúde;
A permissão de entrada de animais nos hospitais seguirá as seguintes regras estabelecidas pela Organização Mundial
da Saúde – OMS;

“Na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença. O juramento dos matrimônios se encaixa muito bem na fidelidade dos animais de estimação.
Inclusive, hoje a última parte pode ser levada ao pé da letra: está se tornando cada vez mais comum que os pets colaborem para a
recuperação de pacientes dos mais variados casos clínicos”, relata o Vereador Gardin.

Autoria é do Vereador Gardin

*Rádio Cruz Alta

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.