Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
10°
5°C
Salto do Jacuí/RS
Parcialmente nublado
Tempo limpo
2°C
Arroio do Tigre
Tempo limpo
Ao Vivo:
Repórter Geração

Imposto de Renda 2020: Prazo de envio termina dia 30 de junho

Imposto de Renda 2020: Prazo de envio termina dia 30 de junho
24.06.2020 14h40  /  Postado por: Redação

Com apenas seis dias para o fim do prazo de apresentação da Declaração do Imposto de Renda 2020, a Receita Federal destaca que até as 11h desta terça-feira (23), 22.272.608 declarações foram recebidas. Com isto, 70% dos brasileiros realizaram o procedimento.

Mas, ainda assim, mais de 9,7 milhões de contribuintes ainda não declararam o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020. A expectativa da Receita é de coletar neste ano um total de 32 milhões de declarações.

É importante lembrar que mediante a pandemia do novo coronavírus a data foi alterada. O prazo para que os contribuintes realizem o declaração é até o próximo dia 30 de junho. Nesta quarta-feira, para falar sobre o assunto participou do Repórter Geração o Empresário Contábil de Arroio do Tigre, Ernani Zimmer. De acordo com ele, não ocorreram mudanças em relação aos anos anteriores, porém destacou que quem mais deve se preocupar é o pequeno agricultor. “Com cinco a sete hectares de terras e propriedade já é obrigado a declarar pelo valor do patrimônio. Todo cidadão que tiver patrimônio acima de R$ 300 mil reais deve fazer a declaração. Essa acredito que seja a pior situação”, disse.

Ele também destacou três itens para os contribuintes que fazem doações.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda 2020

  • Brasileiros que tiveram rendimento tributável com valor igual ou acima de R$ 28.559,70;
  • Rendimentos tributáveis e não tributáveis vindo direto da fonte com valor igual ou acima de 40.000,00;
  • Brasileiros que chegaram a ter renda com valor igual ou acima R$ 142.798,50;
  • Quem passou a ter posse de bens cujo o seu valor seja igual ou maior a R$ 300.000,00;
  • Teve algum ganho de capital sobre alienação de bens e direitos;
  • Cidadãos que chegaram a fazer ações na bolsa de valores, mercados futuros ou atividades correlacionadas;
  • Cidadãos residentes em áreas rurais que tenham interesse em fazer alguma compensação de prejuízos ou perdas relacionadas ao ano anterior.

Ouça a entrevista no player acima.

Foto Arquivo Geração FM

 

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.