Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Alguns chuviscos
16°
13°
15°C
Salto do Jacuí/RS
Alguns chuviscos
Tempo nublado
15°
13°
14°C
Arroio do Tigre
Tempo nublado
No ar: Bom Dia Geração
Ao Vivo: Bom Dia Geração
Política

Deputado gaúcho desafia PDT: “Quero ver me expulsar”

Deputado gaúcho desafia PDT: “Quero ver me expulsar”
Marlon Santos chamou a última reunião de partido de "paredão - Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS
10.07.2019 15h23  /  Postado por: Elion Silva

O deputado Marlon Santos (PDT-RS) não seguirá a orientação do partido e vai votar a favor da reforma da Previdência. Questionado pela coluna se ele não teme ser expulso do PDT, afirmou que não. Mas ressaltou que a reunião na noite de terça-feira, 09, pareceu um paredão. As informações são de GaúchaZH.

—   O Lupi disse que não tinha o que fazer, que seriam expulsos aqueles que votarem a favor da reforma. Mais parecia um paredão. Ele chegou a afirmar que aquela era a última reunião com todos os deputados da bancada. Mas quero ver me expulsar  —  disse o deputado.

Marlon não é o único pedetista disposto a votar a favor da reforma da Previdência. Cerca de dez parlamentares, de um total de 29,  já se manifestaram simpáticos ao texto. O principal argumento é que todos os pedidos da bancada foram atendidos, como a retirada dos produtores rurais e das mudanças no Benefício de Prestação Continuada, o BPC.

A coluna questionou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, sobre a possibilidade de expulsão, mas ele desconversou:

 —  Vamos aguardar a votação da matéria

Presidente do PDT no Estado, o deputado Pompeo de Mattos irá votar contra a reforma, mas não é a favor da expulsão dos infiéis.

 —  Não é pena capital.

Ciro Gomes chegou a ligar para a deputada Tabata do Amaral (PDT-SP) na manhã desta quarta-feira (10) tentando dissuadi-la e afirmou que tem esperança  que ela mude de ideia. Interlocutores do partido, no entanto, não acreditam nessa possibilidade. Na terça-feira, Ciro defendeu nas redes sociais a expulsão dos colegas pedetistas:

 — A tentativa de compra de votos por dinheiro de emendas ou ofertas mentirosas a estados e municípios ronda, neste momento, até os partidos de oposição. Defenderei que o PDT expulse aqueles que votarem contra o povo nesta reforma da Previdência elitista.

Outro partido de esquerda que enfrenta resistências internas é o PSB, que fechou questão contra a reforma da Previdência. Nos bastidores também se fala em expulsão. Em conversa com a coluna, o presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira,  não quis falar em punições e pretende aguardar o resultado da votação:

— O partido fechou questão, não sabemos se ou quem votará contra. Por que teríamos de falar expulsar alguém nesta altura? Vamos aguardar os fatos com a serenidade necessária.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.