Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
39°
21°
25°C
Salto do Jacuí/RS
Parcialmente nublado
Parcialmente nublado
39°
21°
29°C
Arroio do Tigre
Parcialmente nublado
No ar: Bom Dia Geração
Ao Vivo: Bom Dia Geração
Repórter Geração

Decretada Situação de Emergência em Arroio do Tigre. Percas chegam a R$ 80 milhões

Decretada Situação de Emergência em Arroio do Tigre. Percas chegam a R$ 80 milhões
06.01.2022 13h42  /  Postado por: Redação

A falta de chuvas vem causando dificuldades no Rio Grande do Sul nos últimos meses. O verão está sendo marcado pelo fenômeno La Niña, que resulta em pouca chuva e temperaturas muito acima da média. A Prefeitura de Arroio do Tigre publicou o Decreto Municipal nº 3.359/22 que declara situação de emergência no município devido à estiagem.

De acordo com o Prefeito Marciano Ravanello, que esteve no Repórter Geração desta quinta-feira, 06, o Decreto possibilita ao município solicitar apoio do governo do Estado no atendimento às famílias atingidas da zona rural: “Buscamos realizar um decreto em que todos os impactos negativos devido à estiagem estivessem representados através de dados e levantamentos oficiais, além do prejuízo na agricultura precisamos prever como a estiagem impactou as famílias em níveis de saúde e de forma social, além de mensurar as ações do poder executivo para amenizar a falta de água,” enfatizou.

A administração vem monitorando a situação desde o início de dezembro e esperou a virada do ano para emitir a situação de emergência para ter dados mais concretos das perdas em culturas. Além disso, a preocupação não é somente com as lavouras, mas também com a água potável, que vem diminuindo a quantidade pela falta de chuva.

As perdas somente com o fumo devem girar em torno de R$ 26 milhões. O milho, a cultura que mais sofreu com a estiagem, já tem prejuízo estimado em R$ 10 milhões, milho silagem em aproximadamente R$ 8 milhões. O feijão também já apresenta 62% de quebra em rendimento.

A soja, até dezembro, apresentava perda de 30%. Outro setor que deve ter grande quebra é a bovinocultura de leite. As pastagens para alimentação do gado também sofrem com a seca e, consequentemente, a produção leiteira deve diminuir consideravelmente e a produção de subsistência.

Dessa forma, segundo o levantamento da produção agrícola o total de percas financeiras chegam aos R$ 80 milhões até o momento em Arroio do Tigre.

Segundo o prefeito todas as medidas possíveis dentro da capacidade da administração municipal estão sendo realizadas: “Mobilizamos algumas patrulhas agrícolas para que nos auxiliem quanto ao abastecimento de água para animais. A estiagem afeta direta e indiretamente todos nós, é fundamental a conscientização quanto ao uso racional da água neste momento”, finalizou.

Ouça a entrevista completa no player acima!

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.