Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
27°
20°
21°C
Salto do Jacuí/RS
Parcialmente nublado
Tempo limpo
27°
19°
20°C
Arroio do Tigre
Tempo limpo
No ar: Hora Germânica
Ao Vivo: Hora Germânica
Saúde

Contrato do Notre Dame com a Prefeitura termina em breve

30.04.2015 11h18  /  Postado por: upside

O que é feito com o dinheiro público é de sumo interesse da população, que tem esse direito, e para responder a diversos questionamentos que nossa equipe de reportagem tem ouvido, convocamos para comparecer em nossos estúdios da Rádio Geração FM de Salto do Jacuí a Administradora do Hospital Notre Dame Aderbal Schneider, Gilda Radtkë, e também o Secretário de Saúde do Município, Eloy Hirsch. Questionamos inicialmente a administradora, a respeito da obra que está em andamento no hospital, no valor de R$ 500 mil reais, emenda parlamentar de Sérgio Moraes. 
Existem diversas reclamações, principalmente acompanhadas em redes sociais, sobre a questão de pagamentos de salários dos funcionários, ao qual o Secretário explica compreender a situação tanto do município quanto a que a congregação Notre Dame enfrenta. 
O contrato do Notre Dame com o município de Salto do Jacuí deixa de existir no dia 10 de julho de 2015, ao qual Gilda nos relata que haverá licitação aberta para quem interessar-se em administrar o hospital. Segundo Gilda, a congregação tem interesse em entrar novamente nessa questão, pois está mantendo o hospital aberto, pagando funcionários, medicação e alimentação, em parceria com o município, seguindo seu contrato, onde não está havendo retorno, já que a dívida que o município tem com as irmãs é de mais de 700 mil reais, e até o fechamento do contrato, passará de um milhão. O Secretário de Saúde explica ainda que o próximo passo que será dado, principalmente a pedido do Prefeito Municipal será a licitação de comodato, onde entidades sem fins lucrativos, assim como a Congregação Notre Dame, poderá seguir administrando o Hospital. Os maiores problemas enfrentados têm sido as quedas de arrecadações, tanto do Governo Federal, Estadual e Municipal, sendo assim, o que estava sendo programado acabou ficando de lado, pela falta de recurso.
Eloy Hirsch salienta ainda que estão atentos à essa questão, e que o Notre Dame está prestando um serviço de assistência muito bom, podendo ainda melhorar com a adequação a uma possível nova infraestrutura. Voltamos a falar com Gilda Radtkë, que diz que não haverá renovação de contrato com a Prefeitura, mas sim a possibilidade de entrar novamente na licitação, concorrendo com outras entidades. Ela relata que os médicos de sobreaviso estão há 4 meses sem receber, e convida as pessoas para debater a situação da congregação com o município.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.