Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
24°
10°C
Salto do Jacuí/RS
Tempo limpo
Tempo limpo
18°
10°
10°C
Arroio do Tigre
Tempo limpo
Ao Vivo:
Agricultura

Alunos da região recebem bolsas para desenvolverem projetos em suas propriedades rurais

Incentivo
Alunos da região recebem bolsas para desenvolverem projetos em suas propriedades rurais
Foto: Itamar Pelizzaro/Seapdr
16.08.2019 10h55  /  Postado por: Elion Silva

 

A região Centro Serra tem sete alunos que vão receber bolsas no valor de R$ 200 mensais por um período de 10 meses, do Programa Bolsa Juventude Rural, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

De Jacuizinho, os alunos Alessandro Júlio Fernandes, Taís Matos Dos Santos e Tauã Sperafico Tavares, da Escola Estadual Menino Jesus. De Segredo, os alunos Gilvandra Ayres de Siqueira, Silviane Brum, Milana Stecker Rodrigues, e Leonardo Pereira Bernardi da Escola Estadual Padre Affonso Diehl.

Conforme a extensionista social da Emater de Segredo, Lisandra Mergen, este programa incentiva o jovem rural a permanecer no Ensino Médio e a implantar projetos produtivos sustentáveis nas propriedades familiares”, afirma.

O número de candidatos habilitados neste ano foi maior do que o número de bolsas, e o critério de desempate, já previsto no edital, foi o valor da Declaração de Aptidão (DAP) ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

A partir da publicação, os processos serão instruídos pela Seapdr e encaminhados ao banco para contratação das bolsas, feita por meio do Feaper (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais), com recursos do Estado, operados pelo Badesul. Não há ainda prazo definido para o início do pagamento das bolsas.

No total, são 375 bolsas disponíveis, com 175 para alunos regularmente matriculados no 2º Ano e 200 para alunos do 3º Ano do Ensino Médio, com idades entre 15 e 29 anos.

O auxílio é pago a alunos matriculados em escolas públicas estaduais ou instituições educacionais sem fins lucrativos e de caráter comunitário que trabalham com a pedagogia de alternância. Esta pedagogia prevê que o aluno fique uma semana na escola e uma semana em casa aplicando o que foi proposto.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.