Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
24°
18°
23°C
Salto do Jacuí/RS
Dia nublado
No ar: Panorama 107
Ao Vivo: Panorama 107
Polícia

Tentativa de homicídio em Agudo não foi motivada por discussão em pênalti

Tentativa de homicídio em Agudo não foi motivada por discussão em pênalti
25.02.2016 18h00  /  Postado por: upside

 O delegado Eduardo Machado, titular da delegacia da Polícia Civil de Agudo, descartou a possibilidade de que a tentativa de homicídio contra Israel Trindade, 25 anos, tenha sido motivada após o erro de uma cobrança de pênalti. O caso aconteceu na noite do último domingo, dia 21, na localidade de Cerro Seco, no interior de Agudo. Trindade levou quatro tiros. Ele passou por cirurgia e se recupera no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm).
A primeira versão, apresentada por testemunhas à Brigada Militar, dava conta de que um jogador teria atirado em um torcedor após ele ter dito que o atleta não acertaria uma cobrança de pênalti. Segundo essa versão, o atleta teria dito que, se não fizesse o gol, atiraria na vítima. Como ele errou, teria efetuado os disparos. No entanto, conforme o delegado Machado, o suspeito apresentou uma versão de legítima defesa, que não convenceu a polícia.
No depoimento do suspeito, ele disse que os dois jogavam no mesmo time. A vítima seria o goleiro da equipe em que o suspeito também atuava. O jogo já teria terminado, e os atletas estariam escutando música no local, mas o som de um veículo estaria muito alto. O suspeito então teria diminuído o volume, momento em que a vítima teria lhe ofendido. Achando que seria agredido, o suspeito foi até o carro e pegou a sua arma. Quando voltava, teria sido atacado pela vítima e, por isso, efetuou os disparos.
– Essa versão não tem se sustentado pelo que estamos coletando nos testemunhos. O que dá para verificar é que o álcool está presente nesse fato. O autor estaria extremamente embriagado. Em uma situação dessas, a pessoa perde a capacidade de entendimento no mínimo razoável das coisas, e um fato insignificante toma uma dimensão desproporcional. Algum motivo fútil deve ter sido o responsável, mas essa hipótese do pênalti foi descartada – explica o delegado.
Nova Palma
No mesmo dia e quase no mesmo horário, na localidade de Caemborá, no interior de Nova Palma, um homem também foi ferido em um local onde havia jogos de futebol. Evandro da Silva, 26 anos, foi baleado após uma partida. Os tiros atingiram a perna e o braço da vítima.
O delegado Eduardo Machado, que também investiga o caso, disse que o fato aconteceu após a partida, em uma estrada. Silva foi ouvido, mas não trouxe nenhuma informação que contribuísse com a investigação, como quem seriam os suspeitos e qual a motivação para o crime.
 
Com informações do ZH

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.