Domingo, 21 de Outubro de 2018
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
27°
14°
13°C
Salto do Jacuí/RS
Noite limpa
Ao Vivo:
Especiais

Delegado esclarece investigação de duas mortes e quatro tentativas de homicídio em S. do Jacuí

Delegado esclarece investigação de duas mortes e quatro tentativas de homicídio em S. do Jacuí
02.02.2018 10h41  /  Postado por: upside

      O delegado Josuel dos Reis Muniz esclareceu alguns pontos relacionados ao caso de duas mortes e quatro tentativas de homicídio ocorridas em Salto do Jacuí na quinta-feira, 1°.
Inicialmente ele confirmou que o acusado dos disparos é Varonil Schneider de 80 anos. Muniz disse que as informações iniciais e ainda não comprovadas é de que motivação seria a extração de pedras na propriedade por parte dos atingidos, sem o consentimento do proprietário do local, onde Varonil era caseiro.
A primeira morte, de Alexandre da Trindade de Matos provavelmente ocorreu próximo das 8h. Em seguida, um adolescente de 15 anos, C.H.M., natural de Espumoso, que teria ido até o local para socorrer o baleado, também foi atingido na perna. Quem socorreu o menor de idade, foi Francelino de Matos, o Neso, 58 anos, natural de Espumoso. Depois de retornar do Hospital, Neso foi até o local tirar satisfação com Varonil e foi baleado também. Depois de socorrido Neso não resistiu e morreu.
Os outros atingidos, que o Delegado ainda investiga as circunstâncias, são Dionatan Moreira e Wesley Santos da Cruz.
Cerca de 14h, a casa de Varonil foi alvejada por disparos de arma de fogo. Um dos tiros atingiu a região do abdomem. Quando a Polícia Civil chegou no local, o homem foi socorrido e levado para o Hospital Dr. Aderbal Schneider. Depois, a casa dele foi incendiada.
Conforme o Delegado Muniz, enquanto Varonil era atendido, aproximadamente 100 pessoas estavam revoltadas em frente do Hospital. Foi necessário chamar viaturas policiais para fazer a segurança do local. Todos os baleados foram levados para hospitais de Cruz Alta.
Ainda segundo o delegado, Varonil usou uma espingarda .28.
As investigações seguem e quando o acusado for liberado do hospital, ele pode responder em liberdade ou o delegado pode solicitar a prisão preventiva.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.