Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Telefone: (55) 3327 1071
Whatsapp: (55) 99732 1071
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
24°
18°
23°C
Salto do Jacuí/RS
Dia nublado
No ar: Frequência 107
Ao Vivo: Frequência 107
Notícias

Após 14 dias, bombeiros encerram buscas a eletricista da AES Sul que desapareceu em rio

Após 14 dias, bombeiros encerram buscas a eletricista da AES Sul que desapareceu em rio
08.01.2016 12h46  /  Postado por: upside

O 4º Comando Regional dos Bombeiros (4º CRB) encerrou no início da noite desta quinta-feira as buscas ao eletricista da AES Sul Wagner Ribeiro dos Santos, 25 anos. Ele desapareceu no Rio Jacuí, interior de Agudo, em 24 de dezembro. Ao todo, foram 14 dias de busca.
– Foram investidos os esforços possíveis na localização do jovem –  declara o major Otávio Rodrigues Nunes, chefe do Estado-Maior do 4º CRB.
Cães farejadores, helicóptero, barcos, efetivo reforçado do Corpo de bombeiros e bombeiros voluntários de Agudo participaram das buscas. Além disso, na última semana foram usadas dragas para escavar a área, pois a suspeita principal é que o corpo de Santos esteja soterrado.
– Como a chuva foi muito forte, levou pontes, levou árvores, provavelmente, ele deve estar soterrado. É possível que ele tenha caído em um buraco e tenha vindo muita terra em cima. Por isso não houve a possibilidade de localizá-lo”, explica o major.
Ele explica que o leito do rio, entre Agudo e Cachoeira do Sul, foi percorrido pelo menos 10 vezes, totalizando 40 quilômetros.Mesmo com o fim das buscas, existe a possibilidade de retorno caso haja alguma pista sobre a localização de Santos.Prudência ao entrar na águaO 4º CRB pede prudências aos banhistas que aproveitam o verão para se refrescar em rios lagos e açudes da região.
Os bombeiros explicam que a chuva que atingiu a Região Central em dezembro mudou o leito de diversos rios.– Onde dava pé, onde era raso, agora não é mais –, diz o major Nunes.
É importante que o banhista não se aventure indo muito longe da margem. Além disso, é aconselhado que a pessoa permaneça com a água no máximo até a cintura, condição é considerada segura.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.